"Para ser bela, pára um minuto diante do espelho, cinco minutos diante da sua alma e quinze minutos diante do SENHOR"

Saia Midi Preta


Saia midi: a peça que vai te deixar mais feminina e poderosa

A saia midi é a vedete da estação, porém, ainda é um pouco difícil usá-la. Esse modelo é conhecido por ter seu comprimento abaixo do joelho e por variar bastante no estilo, podendo ser justa, rodada, plissada, entre outros modelos. Então para começar, aposte em um preta.


Uma boa dica para começar a usar é combinar a saia midi com um sapato de salto alto que deixe o peito do pé livre. Não é que sapatos com tira no tornozelo sejam proibidos, mas para quem ainda está insegura, o combo é livre de erros.


A midi fica ideal com blusas mais sequinhas, fica ótima com camisa por dentro da saia ou com o queridinho nozinho que fica um charme, mas também funciona com as blusinhas mais folgadas, desde que a cintura esteja marcada. Por isso, uma combinação perfeita é o top cropped que deixa a cintura em evidência. Outra dupla super ladylike é a midi mais sequinha combinada com um moletom descolado, mas este não deve cobrir a cintura.



DESCUBRA O COMPRIMENTO IDEAL PARA VOCÊ

Essa saia tem modelos que vão desde um tiquinho abaixo do joelho até acima da panturrilha. E esses poucos centímetros podem fazer toda diferença, considerando a questão da estatura, que é muito importante quando falamos dessa tendência. Se você é mais baixa, o melhor comprimento é o mais curto, ou seja, o que termina logo abaixo do joelho. Para as altas, a dica é se lançar e experimentar todos os comprimentos que a midi proporciona!





Imagens: Google



Inspiração: Blazer Feminino


 É uma peça clássica e que fica lindo e ( q eu amooo), é o Blazer. Hoje, é possível encontrar blazers coloridos e até mesmo estampados, com diferentes cortes que visam vestir bem diferentes silhuetas e agradar as mais variadas preferências.

O Blazer traz sofisticação, elegância e muito estilo à produção. Vamos aos looks que separei!
                              
                                      




O blazer + calça jeans é o look perfeito





Imagens: Google



Dicas para quem vai se hospedar em casa de Amigos


Vai se hospedar na casa de alguém? Veja nove atitudes de um bom visitante

Mais da metade dos brasileiros com até 35 anos que pretendem viajar este ano pelo Brasil se hospedarão na casa de parentes ou amigos. O dado compõe um estudo sobre o perfil do turista brasileiro, divulgado em fevereiro pelo Ministério do Turismo. Entre os viajantes que ganham até R$ 2.100 por mês, 94,6% pretendem se esticar no colchão de um conhecido durante as férias.

Essa é, sem dúvida, uma opção mais econômica. Porém, ser um bom visitante exige alguns cuidados, não só para garantir que na próxima viagem você terá a casa aberta para hospedá-lo novamente, mas também para não correr o risco de arruinar a relação com aquela pessoa por falta de bons modos.

Leve um presente 

Chegar com as mãos vazias a um almoço ou jantar na casa de outra pessoa não pega bem. A mesma regra vale ao se hospedar na casa de um familiar ou amigo: nunca chegue carregando apenas os próprios pertences. Não é preciso investir muito no presente, apenas mostrar que você se importou com os anfitriões.

Não seja você mesmo 

É preciso se lembrar de que você está de férias na casa de uma família que não alterará a rotina para recebê-lo. Talvez você passe o dia inteiro na praia, mas o anfitrião ainda assim tenha que acordar cedo para trabalhar. E, por isso, precisará dormir em um horário razoável, para estar inteiro no dia seguinte.É importante que o hóspede siga os horários da cassa.  Dormir até o meio-dia, quando todos acordam às 8h, atrapalha o andamento da rotina", afirma. Tenha o cuidado de prestar atenção, nos mínimos detalhes, em como funciona a casa. Por exemplo, se a família tem o costume de tirar os sapatos antes de entrar, você deve imitá-los. Se a toalha molhada costuma ser pendurada no quintal, não coloque a sua no box do banheiro. Será um exercício diário não deixar as suas manias se manifestarem durante a estadia.

Detalhe todos os seus planos 

É importante que o anfitrião saiba o dia exato em que você chegará e quando irá embora. Fora isso, é recomendado conversar com quem o hospeda sobre a sua programação diária, para que eles estejam cientes de quando estará em casa. Se decidir passar o dia inteiro fora, vale avisar, dizendo que não voltará para o almoço ou que prefere jantar em um restaurante. Assim, você evita a desagradável situação de deixar outras pessoas esperando por você.

Mantenha os pertences organizados 

Ao fazer a mala, seja mais rigoroso do que se estivesse viajando de avião sob o risco de ser taxado por excesso de bagagem. Afinal, talvez o anfitrião não tenha tanto espaço para armazenar todos os seus pertences. Suas roupas e objetos pessoais devem ficar bem organizados em um canto da casa. Nada de deixar sapatos jogados na sala, roupa de banho pendurada no banheiro ou escova de cabelo na pia da família. Se quiser segurança, use apenas um cadeado na mala. "Não deixe seu quarto trancado. Se você está viajando com alguma coisa de muito valor ou não quer ter a intimidade invadida, é melhor procurar um hotel.

Tenha iniciativa 

Você será alguém com olhar fresco na casa e pode enxergar soluções para coisas que os anfitriões já tinham deixado para lá. E, se isso acontecer, entre em ação. Talvez você possa pendurar um quadro que está largado em um canto da sala, arrumar o varal estourado, trocar a resistência de um chuveiro queimado há tempos ou costurar uma almofada da sala cuja espuma está para fora. Fora os consertos citados, você deve participar das tarefas domésticas: lavar louça, tirar e colocar a mesa, ajudar a fazer a comida, retirar o lixo da casa etc. "Em um hotel, esse serviço está incluso, mas na casa de um amigo é preciso colaborar, ainda que ele tenha funcionários na casa. 

Mostre-se disponível 


Passar o dia inteiro fora, voltar para a casa, isolar-se em frente ao celular e não conversar com mais ninguém não fazem de você um bom hóspede. "É muito deselegante você ter uma visita em casa que sai de manhã, só volta à noite e não curte o tempo livre com os moradores.Por isso, programe jantares, almoços, uma ida a um ponto turístico ou mesmo um café com quem o recebe, para provar que você não está lá só pela hospedagem gratuita, mas porque aprecia a companhia.

Tente não ser notado 

Ao acordar, arrume a cama ou o sofá. No banheiro, seja o mais breve possível. Caso o cômodo não esteja disponível exclusivamente para o seu uso, não convém deixar escova de dente, xampus ou secador de cabelo no local. O melhor é carregar todos os itens de higiene em um nécessaire e levá-lo ao banheiro quando precisar usá-lo. Vez ou outra, também será preciso fazer-se de distraído. "O bom hóspede não vê, não ouve e não fala. Se o casal brigar, ele pede licença e sai do local. Se a faxineira criticar a patroa na frente dele, finge que não ouviu. 

Leve os seus próprios alimentos especiais 

Caso você tenha uma dieta muito diferente dos donos da casa ou possua restrição alimentar, leve os seus próprios alimentos. Tem que levar para si e para mais pessoas. E se sobrar, deixe lá. 

Na volta para casa, agradeça 

Ao retornar para o ponto de partida, exercite a sua gentileza e agradeça novamente aos anfitriões pela hospitalidade. Pode ser por telefone, Whatsapp, Facebook ou e-mail. O importante é demonstrar o quanto você prezou ele ter aberto a própria residência para recebê-lo. Nesse momento, você também pode oferecer a sua casa como estadia para a próxima viagem dele. 

Fonte: Site Uol

Não se esqueçam da hospitalidade; foi praticando-a que, sem o saber, alguns acolheram anjos. 
Hebreus 13:2

Compartilhem o que vocês têm com os santos em suas necessidades. Pratiquem a hospitalidade. 
Romanos 12:13

Invista em cremes com RETINOL!


Retinol

É importante porque... promove a renovação das células e estimula a formação de colágeno, proporcionando uma pele lisa e com menos manchas.

Saiba que... o retinol é um derivado da vitamina A (ácido retinoico) com ação rejuvenescedora mais antiga e bem estudada até hoje. Apesar de ser muito eficiente no combate a rugas e manchas, é uma substância bastante irritante. “Por isso é sempre bom conversar com um dermatologista antes de usar.

Não à toa, o retinol é um dos componentes mais estudados e pesquisados mundialmente até hoje. Seu uso em algumas fórmulas reduz rugas, linhas finas e promove melhora no viço e na textura da pele. Essas vantagens fazem com que dermatologistas do mundo todo sejam unânimes ao apontar esse ingrediente como um dos mais eficazes no tratamento anti-idade.

Conheça, a seguir, os seis principais benefícios do retinol, quando aplicado na fórmula de cremes e séruns faciais, todos comprovados cientificamente. 

Seis motivos para investir em cosméticos com retinol

1 - Protege o colágeno da degradação

O retinol reduz a atividade da enzima colagenase. É ela que destrói o colágeno, uma das principais proteínas que age nas fibras de sustentação da pele, responsável por adiar os efeitos da flacidez e manter a pele mais firme

2- Provoca renovação celular

O ativo estimula a proliferação celular. Isso significa que novas células são formadas, melhorando, assim, a textura e a aparência da pele

3- Reduz linhas finas

"Através da produção de colágeno e elastina, elementos que dão sustentação à pele produzindo novas células de dentro para fora, o retinol faz com que as rugas fiquem menos visíveis", explica Cristina Vendruscolo, da Roc.

4- Melhora o viço e a textura da pele

Uma das funções do retinol é auxiliar na uniformização da tonalidade da pele, reduzindo o aparecimento de manchas. "Ao renovar as camadas da pele, o ativo faz com que ela fique mais luminosa", aponta Neise Avelar, diretora técnica da Dermage, marca brasileira que investe no ativo há 25 anos.

5-Ajuda reverter os sinais de fotoenvelhecimento

"O retinol é um potente aliado na luta contra os danos causados pelo sol", . Ele é capaz de reverter a degradação do colágeno, que estimula a produção desequilibrada de melanina [pigmento que dá cor à pele]. O resultado é o surgimento de manchas e a fabricação de radicais livres em uma proporção maior, levando à destruição das células saudáveis na região

6- Controla a oleosidade

"A pele com acne ou excesso de oleosidade sofre um aumento da produção de queratina --proteína natural da cútis--, mas esse quadro é revertido pela renovação celular estimulada pelo retinol. Já na pele envelhecida, o componente age na redução da profundidade das rugas

Três cremes com Retinol que uso e recomendo

RoC - RCorrexion Deep Wrinkle  :Uso esse creme ha muitos anos e gosto bastante.

Redermic R da La Roche Posay

Simplesmente: MA-RA-VI-LHO-SO!! ( O problema é o preço..carooo) 
Um dos melhores que usei com certeza.


Bom, se você quer um otimoooo creme com retinol ( esse é mais forte,pois tem tretinoina), barato e que faça um bom resultado...acabaram os seus problemas..VITANOL A. 
E o melhor de todos..BARATO!! Os dermatologistas indicam bastante, principalmente no inverno, pois é um acido e não pode pegar sol. Não vivo sem esse creme!! Mas tem que saber usar.